We Create Delicious Memories Candle Ready Cakes Delicious Cookies

Restaurant & Cafe

Phasellus viverra aliquet magna quis interduming. Sed quis fringilla massa. In ut porttitor felis necing iaculis mision

Read More

Restaurant & Cafe

Phasellus viverra aliquet magna quis interduming. Sed quis fringilla massa. In ut porttitor felis necing iaculis mision

Read More

Restaurant & Cafe

Phasellus viverra aliquet magna quis interduming. Sed quis fringilla massa. In ut porttitor felis necing iaculis mision

Read More

Welcome to Our Restaurant

Donec porta quis justo id pulvinar. Integer sed varius velit. Sed turpis nunc, imperdiet at mi nec, maximus maximus odio. Integer vel molestie ante. Curabitur blandit, purus id scelerisque posuere, enim diam mattis odio, vitae cursus nulla ex malesuada nisi. Pellentesque facilisis ullamcorper lacus, a lobortis urna porttitor eu. Suspendisse rutrum velit tellus, id volutpat risus condimentum non. Cum sociis natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus. Ut sit amet aliquet metus, porttitor iaculis nunc. Quisque cursus ipsum ac lacinia faucibus. Quisque id dui vulputate, varius lectus vitae, congue purus Quisque id dui vulputate, varius lectus vitae, congue purus

More Info

Ganhar Dinheiro no Negócio de Restaurantes

Quais os pratos que mais rendem dinheiro para um restaurante?

Ter um restaurante pode ser mais complicado e trabalhoso do que parece. O retorno que paga o investimento inicial geralmente demora meses, ou até um ano (ou mais) para chegar, há pagamento dos funcionários, manutenções, atendimento e ainda as normas da vigilância sanitária, que devem ser seguidas à risca – uma pequena multa pode prejudicar muito o restaurante. Em alguns casos, chega a fechar estabelecimentos.

Com tantos fatores com os quais se preocupar, o rendimento pode não ser tão alto quanto você esperava. Por isso é bom pensar bem nos pratos, preferindo aqueles que são mais rentáveis. Veja a seguir algumas estratégias e sugestões de pratos para render dinheiro em um restaurante.

Formato

Mais do que o prato em si, você deve considerar o formato do serviço e, portanto, do prato.

Por quilo

O self-service por quilo tem muitas vantagens. Nele, a comida mais pesada sai mais cara para o cliente. Isso pode ser muito bem aproveitado! Produtos como batatas, maioneses, tubérculos em geral, assim como legumes, costumam ser pesados. São ao mesmo tempo muito baratos em termos de matéria-prima. Se seu público tem o perfil um pouco mais saudável, aposte em vários preparos diferentes.

As batatas podem ser sauté, fritas, assadas, como quiser. Assim, agrada diversos públicos – tanto os saudáveis quanto os apaixonados por frituras.

Deve-se tomar cuidado, porém, com saladas e vegetais. Muito leves, podem sair bem barato para o consumidor, mas caro para o restaurante. Por isso fazer uma maionese ou salpicão pode valer muito a pena.

Não se esqueça de deixar a comida muito gostosa!

Coma à vontade

O estilo coma à vontade tem de ser bem feito. Como as pessoas se sentem livres para comer o que bem quiserem, muitas vezes não exageram. Sem pressões, comem apenas o que precisam. No entanto, sempre existem os clientes dispostos a comer muito mais do que deviam.

Por isso, encha seu buffet de alimentos que pesem no estômago e sejam muito atraentes. Capriche nos molhos e temperos de pratos assim, sirva massas e lasanhas. Molhos brancos, grossos e com queijos. Seu público fica satisfeito e não come demais.

Rodízio

Rodízios de carne podem ser bastante lucrativos. Incluir no preço o acesso a um buffet de saladas, arroz e acompanhamentos é ótimo. Justifica o preço mais elevado, já que seus clientes poderão comer um prato completo, se quiserem. Também estimula os clientes a comerem carboidratos que podem parecer leve na boca, mas pesam no estômago.

Assim, boa parte do preço pago vai para batatas, maionese e arroz branco – todos produtos muito mais baratos que as carnes (e também melhores por não estragarem como as carnes).

O mesmo pode ser feito, de maneira adaptada, com outros tipos de rodízio.

À La Carte

O serviço à la carte pode ser muito lucrativo. Você deve pensar em vários fatores ao montar seu menu.

Um dos fatores mais óbvios é o preço da matéria-prima. Junto disso, você deve considerar seu público.

É claro que um prato cujo ingrediente principal é uma carne cara, ou um cogumelo difícil de encontrar, justifica um preço mais inflado. Mas vale a pena? Os clientes pagariam tanto por esse prato?

Por isso pode ser mais proveitoso apostar em receitas temáticas, criativas e exóticas, que não necessariamente sejam tão caras de se fazer. O ratatouille, por exemplo, é um prato francês extremamente simples que leva vegetais como berinjela, pimentões e tomate. Seu gosto é diferente do que estamos acostumados e, por ser tradicional francês, dá um tom exótico – e até chique – ao prato. Uma montagem incrementada dá o tom final, e você pode lucrar bastante cobrando um preço justo – nem tão baixo, nem tão elevado.

Massas também são uma ótima opção. Extremamente populares no Brasil, são fáceis de fazer. Você pode optar inclusive por fazer a massa seca, fazendo-a durar mais. A matéria prima é apenas farinha de trigo e o que mais for preciso para o molho. Você pode adicionar farinha integral e outros grãos para atrair um público mais sofisticado, e isso não aumentará tanto seus gastos.

Ao escolher os ingredientes, pense também no perecimento deles. Ingredientes frescos são gostosos, mas muitos não duram mais de dois dias refrigerados, e além disso perdem o frescor e o sabor.

Priorizando alimentos não perecíveis você minimiza o prejuízo e as perdas, que já são contadas desde o início. Se os principais alimentos usados forem frescos, como folhas e peixes não congelados, você deverá comprar com maior regularidade e com certeza arcará com maior prejuízo, com sobras e produtos estragados.

Ainda por esse viés, você também pode pensar em conservas, que são simples e baratas de fazer, são saborosas e aumentam a longevidade de alimentos que não durariam tanto. É o caso de picles, kimchi ou qualquer outra, até chucrute.

Conclusão

Os melhores pratos para seu restaurante, seja qual for o tipo ou formato de serviço, são uma mistura de elementos:

– Ingredientes baratos e conhecidos pelo público, pois garantem rentabilidade e atraem;

– Ingredientes pesados, versáteis e de preço baixo são o melhor investimento para restaurantes por quilo;

– Saladas devem ser consideradas com cuidado, já que estragam rapidamente e são muito leves. Depende muito do seu público e do seu serviço.

– Massas são um curinga certeiro no Brasil. Todos adoram, é barato e relativamente simples de fazer. E, se for massa seca, dura muito. Macarrões, lasanhas, canelones, rondellis – tudo dá certo.

– Use a criatividade. Juntar elementos de forma inusitada, fazer pratos exóticos e diferentes de matéria-prima comum e acessível são a melhor maneira de variar, demonstrar talento, impressionar o cliente e gastar pouco.

– Conservas são ótimas para um sabor diferenciado. Dão um tom autêntico e caseiro, são baratas e ainda fazem durar alimentos que estragam rápido.

– Invista nos acompanhamentos: arroz, batatas e alguns legumes, para qualquer tipo de estabelecimento. São baratos, deixam o cliente satisfeito, dão volume ao prato (brasileiros adoram um prato bem servido) e, nos casos de rodízio e coma à vontade, diversifica; assim, os clientes não focam em comer apenas os alimentos caros.